estilo

moda econômica – cores

Olá! Depois de um longo e tenebroso inverno, literalmente e metaforicamente falando, estou de volta. E nada como o fim de uma estação – se é que existe estação, nos dias de hoje a gente tem frio em janeiro e calor em julho – para pensar nas cores e peças de roupa que funcionaram, ou não.

Neste meu processo de desenvolver o meu próprio estilo de vestir e dar um rumo para o meu armário, decidi usar os meus conhecimentos de estilista, seguindo o conselho da Cris Guerra, que em seu livro “Moda Intuitiva” pede para a gente pensar em nosso guarda roupa como se ele fosse uma coleção. Levei um tapa na cara para acordar!

Eu, como estilista, sempre pensei na coleção das marcas que trabalhei mas muito pouco no meu próprio estilo. Mas amei pensar que cada uma de nós pode ser estilista e montar a sua própria coleção.

Bem, como estilista, a primeira coisa que a gente pensa é sobre o nosso público alvo, quem usará nossas criações. Aqui neste caso, será para mim mesma, ou você, caso queira aplicar as dicas no seu guarda roupa.

 

Uma estilista pensa em:

  1. Público alvo
  2. Pesquisa de tendências comportamentais e de moda
  3. Definição de um tema
  4. Escolha das cores

 

Descobrir o seu estilo envolve responder várias perguntas, uma ótima oportunidade para conhecer a si mesma.

Mas aqui neste post eu vou me concentrar no quarto item que a gente pensa na hora de criar uma coleção, que é a definição de uma cartela de cores.

Uma dica rápida para quem quer ter os benefícios de uma moda econômica, pois ao definir uma cartela, seu guarda roupa se tornará mais coordenado e sem aquela profusão de cores. Hashtag Moda Prática!

 

Para definir as cores, reflita:

 

  1. Quais as cores que mais aparecem no seu armário?

Seu inconsciente sabe das coisas, e você vai ver que tem um motivo para se usar determinada peça de roupa enquanto outra fica esquecida no fundo do armário. Pode ser a cor dela!

 

moda-econômica-cores

 

  1. Quais cores combinam com o seu tom de pele?

Como eu já fiz a minha análise de coloração pessoal, eu já tenho a certeza das cores que me favorecem. Abaixo a minha cartela:

 

coloração-pessoal

 

Mas se você ainda não fez uma análise de cor com uma profissional, não tem problema. Você pode tentar descobrir sozinha quais são as suas melhores cores: veja fotos antigas e pense em quais delas você se sentiu bonita. Ou vista algumas peças de roupas e experimente fotografar e analisar, como se você fosse uma consultora de imagem

 

 

Após analisar as cores, defina entre cinco e oito para montar a sua cartela. De preferência que combinem entre si. Para ter ideia de combinações, eu apelo para o Pinterest!

 

Para o inverno, eu escolhi as seguintes cores:

moda-econômica-cores-defina

 

Você poderá pensar “ai que chato, então eu vou ter que usar estas cores para o resto da vida?”. É claro que não! Ao longo do tempo você poderá inserir cores e excluir outras!

 

“Pense como uma estilista e crie o seu próprio estilo” seria um chamado perfeito para uma série de posts. Mas decidi pelo título “Moda Econômica” por acreditar que, confesso, seria mais atrativo para as buscas no Google 🙂 – preciso de visualizações para manter o blog vivo!

 

Mesmo assim, não será propaganda enganosa não! Você verá que definir as cores fará com que você pense em moda de uma forma mais racional e proporcionará sim, uma economia de tempo (na hora de escolher as peças e se vestir) e dinheiro (na hora de comprar roupa, aquela que você vai usar e que vai combinar com outras peças já existentes, não a que vai ficar esquecida no armário).

 

É isso aí, beijos!

Post Anterior Post Posterior

Você poderá gostar de

Sem comentários

Deixe um comentário