Browsing Tag

armário funcional

estilo

Como comprar roupa sem arrependimento? Checklist!

Um dia desses eu estava arrumando o meu guarda roupa, e é claro que ao fazer isso a gente encontra várias peças que nunca foram usadas. Por quê, meu Deus do Céu? Aquela sensação de dinheiro perdido é terrível! Foi assim que comecei a pensar na resposta da seguinte pergunta:

Como comprar roupa sem arrependimento?

Peguei o blazer da Zara que eu comprei e nunca consegui usar no meu dia a dia e olhei para ele. Aparentemente não há nenhum problema: a modelagem é ótima, o tamanho está correto e a cor faz parte da minha cartela. É uma peça básica, que sempre entra na lista do “must have” de várias matérias sobre moda. Percebi que somente estas características não seriam suficientes para fazer ele sair do armário.

Fui investigar mais um pouco e descobri que faltava responder uma pergunta importante. Esta peça de roupa faz parte do meu estilo?

Descobrir o seu próprio estilo não é mamão com açúcar. Sei disso pois no curso de Consultoria de Imagem que eu fiz, várias alunas ficaram na dúvida quando tentaram se encaixar em um dos sete estilos universais apresentados na aula.

Aquela peça da Zara reunia muitas características do estilo clássico – blazer, cor marinho, modelagem tradicional – que definitivamente não é o meu! Como uma Casual Esportiva, prezo pelo conforto, e ao vesti-lo eu me sentia presa e sem movimentos! Se fosse de uma outra cor ou com uma modelagem mais moderna e menos estruturada, acredito que eu o usaria.

 

Cheguei a conclusão de que, para comprar a roupa perfeita, era preciso preencher alguns requisitos, tipo um checklist:

 

 

Vamos fazer juntas um exercício? Peguei o Trench Coat, um item considerado básico e que faz parte da minha lista de desejos. Faz parte da sua?

 

Agora, vamos analisar as características dele:

 

Abaixo, como eu marcaria o meu checklist:

 

De 9 requisitos, este Trench Coat da foto preencheu a maioria, não todos. Ou seja, sei que no final das contas, eu não ficaria totalmente satisfeita se tivesse comprado! Precisa do sim como resposta para todas as perguntas? Para mim, sim!

“Nossa, mas é muita pergunta!”. Pois é, para quem está procurando ser mais feliz com o próprio armário e descobrir/ construir seu estilo, dá trabalho!

 

O Trench Coat é um item que simboliza o clássico/ tradicional, então tenho que desistir dele, já que não faz parte do meu estilo? Não!

A seguir você verá que, mudando a cor, tecido ou modelagem, o estilo também muda!

 

1.Clássico Puro

  • cor neutra e discreta
  • caimento reto, não revelador
  • modelagem tradicional

 

2. Clássico + Elementos do Elegante

  • caimento impecável
  • comprimento longo, 7/8
  • tom sobre tom

 

3.Clássico + Elementos do Esportivo

  • jeans
  • tendência Militar

 

4.Clássico + Elementos do Romântico

  • cor suave, cor pastel
  • tecidos como: renda ou tule

 

5.Clássico + Elementos do Sensual

  • cor vermelha
  • modelagem ajustada
  • animal print

 

6.Clássico + Elementos do Moderno

  • look impactante
  • estampa geométrica
  • muito uso do branco e preto, do contraste

 

7.Clássico + Elementos do Criativo

  • uso livre das cores
  • mix de estampas

 

Achou que só existia aquele básicão – clássico – bege lá de cima, não é?

 

Não é porque “estou louca para ter um trench coat” que vou sair por aí e comprar o primeiro que eu encontrar pela frente. “Nossa, se for liquidação ainda…”. Pára! Sei que o preço é um item que pesa na hora de decidir uma compra, mas muitas vezes o barato sai caro!

Você viu que tem uma lista enorme para se perguntar antes! Como eu já disse, é “modo piloto automático off ” para “sei o que estou fazendo on”. Uma hora vai aparecer aquele que preenche todos os requisitos, tipo namorado perfeito hahahaha.

É um processo de autoconhecimento: saber o que gosta (ou não gosta) em relação a cores, estampas e tecidos.

Também é um processo de aprendizado: descobrir o que fica bem no próprio corpo em relação a proporção, decotes e comprimentos.

 

Estou aqui para te ajudar. Espero que tenha gostado! Beijo!

 

 

estilo

Construa um armário funcional – Outono Inverno 2017

Você está cansada de ter um guarda roupa abarrotado e mesmo assim não ter nada para vestir?

O que você acha de revisitá-lo com carinho e paciência? Construa um armário funcional!

Para quem está em busca de uma moda econômica (economia de dinheiro e tempo), olhar primeiro o que se tem no armário antes de comprar itens novos é essencial para ter sucesso nesta empreitada!

O meu processo começou tempos atrás, quando baixou a Marie Kondo e fui me desapegando do que não fazia mais sentido para mim.

Depois, no prazo limite (é sempre assim, não é?), o fim do inverno, resolvi colocar a mão na massa e experimentar + fotografar as minhas roupas da estação congelante antes de me encantar com a chegada da Primavera.

Como tenho viajado com uma certa frequência para São Paulo e detesto fazer mala, demorar para escolher roupa, carregar peso e passar frio, definir uma cartela de 5 a 8 cores ajudou muito para ter um armário com poucas peças e que combinassem entre si.

 

Com este tempo maluco, que faz frio no verão e calor no inverno, a saída que encontrei foi abusar das sobreposições. E como sou nível básico neste módulo e tenho um estilo casual e não arrojado, optei por peças da mesma cor/ tonalidade. Veja abaixo o efeito cebola (as várias camadas de roupa):

 

Saindo do Rio ————————————————————————————————————- Chegando em SP

OU

8h, manhã de Inverno ———————————————————————————————20h, noite de Inverno

  • do calor para o frio, trocando de sapato e adicionando manga longa e echarpe!

 

Neste inverno de 2017 vimos o poder do índigo! Você passou incólume pelo vestido jeans? Eu não!

  • procurando por três versões de uso para o vestido jeans porque o desafio é multiplicar os looks, não é?

Vestido jeans (Renner), Regata nadadora (Eclectic), Cardigan e Legging (Zara)

 

  • na busca por peça nobre (falei dela no meu post mais acessado, 10 dicas de como se vestir bem), achei esta blusa de manga morcego
  • básico sim, sem graça nunca!
  • blazer, a terceira peça

Camisa com estampa de poá (UseEva), camisa branca com nervuras (Renner), blazer marinho (Zara)

 

  • Xadrez x Listrado. Qual você gosta mais?

Camisa xadrez (Dress to), macaquinho listrado e cinto (UseEva)

A camisa eu comprei por causa da modelagem diferenciada e desta linda cor que faz parte da minha cartela. Mas depois percebi que o xadrez é mais uma padrão de estampa para “brigar” com os florais e listrados, por um espaço no meu guarda roupa.

Descobri que algumas peças – aqui a camisa xadrez e a de blusa de poá – são menos versáteis, rendem menos looks do que um bom e belo básico!

estilo

Moda Econômica – Meu Outono Inverno 2017, parte 02

Se você leu o meu post anterior, sabe que eu comecei a analisar o meu guarda roupa de outono inverno 2017 antes de pensar nos meus looks de Primavera. A “tentação”está aí nas vitrines, revistas de moda, instagram, mas estou aqui, firme e forte.

Busco por uma compra mais consciente, por que não dizer, uma moda econômica. Multiplicar os looks com poucas peças.

Se não me engano, neste inverno, as únicas novidades no meu armário foram duas botas da Arezzo, presente do meu marido, compradas na liquidação!

Você vai ver que os looks abaixos foram montados com peças do meu acervo, algumas compradas no começo do ano e outras compradas anteriormente:

 

  • a eterna camiseta branca básica! Presta atenção no decote, no caso aqui, decote V! Detalhe do “intruso”na foto, pedido da “fotógrafa” (responsável por alguns cliques), uma apaixonada por bichos de pelúcia, minha filha de 8 anos :).
  • look total jeans. Eu não curtia, mas descobri como ele é prático! A minha dica é que as peças precisam ter uma lavagem parecida.
  • Esfriou? Bota o casaco! Nessas experimentações – tira, põe, troca – amei o casaco estruturado com o tênis converse! Assim eu uso fácil!
  • Troca o sapato, colar e a camisa e… voilá… um look mais elegante! E confesso, não muito o meu estilo… por enquanto!

Peças: camiseta branca (UseEva), calça + camisa jeans + cinto (Levi’s), casaco + camisa nude (Zara), sapato (Arezzo), tênis (All Star Converse), bolsa (Coach), pulseira (Swarovisky).

 

  • esquentou? Tira o casaco!
  • sai a calça, entra o short! Na foto de look não dá para ver, mas usei meia arrastão nude. Foto ao lado.
  • monocromático também é legal. Sim ou com certeza?
  • A minha musa inspiradora/ influenciadora no desejo de usar terno foi a Madonna! Mas é aquela história, a gente ama um look e muitas vezes compra roupa para a vida que gostaria de ter e não para a que realmente tem. Como estava fora de cogitação comprar algo que corria o risco de não ser usado, o truque aqui foi apostar em peças avulsas.

Peças: short + calça nude (Zara), regata com renda (Farm), meia arrastão (Lupo).

 

  • mantenha a calça nude e traga de volta a camisa jeans!
  • camisa jeans com couro ou falso couro. Inspiração que veio daqui.
  • detalhes que fazem a diferença: gola da camisa jeans aparente (look da direita) e meia calça de bolinha (ou outro desenho).

Peças: short saia em couro sintético (Zara Trafaluc), blusão de tricot (Zara), bolsa tricolor (Accessorize).

 

E aí, gostou?

Para você, que quer saber qual a intenção deste blog, vou escrever abaixo algumas frases soltas e anotações que fiz tempos atrás e achei recentemente:

  • que as pessoas vivam o seu melhor
  • autenticidade
  • genuíno
  • não ser escravizada pelo padrão
  • sair do efeito manada
  • sair do piloto automático

 

Que a forma de vestir traga algum benefício para você no que se refere a:

  • tempo
  • relacionamento
  • trabalho
  • autoestima
  • autoconhecimento

 

E a saga continua… vejo você  no próximo post!